1. HOME
  2. »
  3. Investimentos
  4. »
  5. Liquidez: o que é e qual a sua relação com os investimentos

Liquidez: o que é e qual a sua relação com os investimentos

liquidez nos investimentos

Quando falamos sobre investimentos, um dos conceitos mais populares são os tipos de liquidez, que podem fazer toda a diferença nos seus rendimentos.

Muitas vezes, pessoas que buscam novos ativos financeiros para investir ou que querem diversificar sua carteira de aplicações focam apenas na rentabilidade do produto.

No entanto, se você procura os melhores investimentos para atingir os seus objetivos é fundamental entender melhor qual o prazo e a liquidez do ativo.

Por isso, a Atrio Investimentos preparou um conteúdo especial, com tudo que você precisa saber sobre esse conceito e como ele pode afetar os seus rendimentos. Acompanhe a leitura!

O que é liquidez?

liquidez

O conceito de liquidez representa a facilidade com que um ativo financeiro pode ser convertido em dinheiro sem perder seu valor real.

Em resumo, refere-se à velocidade e agilidade com que um investidor pode resgatar sua aplicação sem ter prejuízos. Quanto mais rápida for a conversão do investimento em dinheiro, mais líquido ele é. 

Inicialmente, quando um investidor aplica capital em um título, ele está trocando seu dinheiro por aquele ativo. Por exemplo, em ações, títulos públicos ou mesmo na caderneta de poupança.

No entanto, será necessário resgatar esses ativos em algum momento e, se isso acontecer antes do fim do vencimento do contrato, pode existir uma perda do valor dos rendimentos.

Por isso, os tipos desse prazo consideram dois fatores: a facilidade com que o investimento pode ser resgatado e o prejuízo que essa operação pode ocasionar.

Como a liquidez funciona?

Ao realizar um investimento, a aplicação fica sujeita a uma taxa de rentabilidade por determinado período. Por exemplo, cada título apresenta uma remuneração que será paga ao final do período acordado. 

Além disso, a aplicação também pode ter um prazo de vencimento, que se refere ao contrato feito pelo investidor e, tecnicamente, quando ele irá realizar o resgate.

No entanto, existe a possibilidade de resgatar esses ativos antes do fim do vencimento, quando a liquidez entra em ação. 

No mercado podemos encontrar três velocidades, que são:

  • Baixa;
  • Média; 
  • Alta. 

Caso o investidor opte por fazer esse resgate antecipado, deverá analisar a agilidade com que pode solicitar essa operação e quanto poderá perder no processo. A seguir, vamos entender o que classifica cada um desses tipos. 

Quais são os tipos de liquidez?

liquidez

No mercado de investimentos, os tipos de liquidez estão relacionados ao tempo em que o investidor leva para ter retorno sobre o valor que foi aplicado na carteira.

A velocidade está ligada ao método usado para investir. Alguns são mais baixos, enquanto outros mais altos. Por isso, separamos aqui os principais tipos de liquidez para investimentos nos dias de hoje:

1. Liquidez imediata

A liquidez imediata, conhecida também como D + 0, é um método em que você pede o resgate do seu dinheiro e o valor cai logo em seguida na sua carteira. 

Não é necessário esperar nenhum dia útil, basta apenas pedir e receber. Uma alusão sobre como funciona o tipo de liquidez imediato é o modelo de transferência PIX, que o dinheiro cai na conta do usuário em segundos.

2. Liquidez diária

A liquidez diária, ou também D + 1, permite que o investidor peça o dinheiro à hora que quiser, mas o valor cairá somente no dia útil seguinte. 

Se a pessoa solicitar a quantia em uma sexta-feira, o valor só irá cair na próxima segunda-feira, já que sábado e domingo não são dias úteis. 

3. Liquidez nula 

A liquidez nula é um pouco mais arriscada neste mercado. Quando o investidor aposta em métodos com esse formato de pagamento, ele não tem prazo para receber o dinheiro de volta.

Em outras palavras: o investidor aplica o seu dinheiro na carteira, pede a retirada do valor que rendeu nos investimentos, mas não sabe quando vai receber.

4. Liquidez no vencimento

A liquidez no vencimento é um pouco diferente dos outros. Este, o investidor pode pedir o seu dinheiro de volta a hora que quiser, mas precisa esperar o prazo para pagamento que foi acordado.

Muitas empresas possuem vencimentos estabelecidos ou combinam diretamente com o investidor quando eles podem fazer essa retirada. 

5. Liquidez D + N

Por fim, a liquidez D + N também permite que você peça o valor investido a hora que quiser, mas que a quantia esteja disponível após N dias estipulados pela empresa. 

Geralmente essa data é apresentada antes de fazer qualquer investimento. Ou seja, é um prazo que já foi combinado antes do investidor tomar qualquer decisão. 

O que é liquidez alta, média e baixa?

liquidez

No mercado financeiro, a liquidez está relacionada com a velocidade em que o seu dinheiro é convertido em resultados na carteira de investimentos.

Existem métodos em que ela é alta, média e baixa. Mas o que isso significa, afinal? 

Liquidez alta

Quando temos um tipo de liquidez alta, quer dizer que o investidor consegue rapidamente converter seu investimento em dinheiro, sem ficar com o seu dinheiro preso na carteira de investimentos.

Um dos exemplos mais populares são as ações, os títulos do Tesouro Direto e a própria caderneta de poupança.

No caso das ações, por exemplo, o investidor possui alta liquidez nas que possuem alto volume de negociação, mas isso não é garantia de que ele terá retorno positivo.

A alta liquidez irá garantir que o investidor consiga vender de imediato suas ações.

O famoso day trade, que é muito falado nos dias de hoje, também funciona como um tipo de liquidez alta. A pessoa pode investir o dinheiro dela naquele instante e logo em seguida obter resultados. 

Liquidez baixa

Em contrapartida, quando se trata do tipo de liquidez baixa, o investidor não tem retorno imediato. Ele precisa de um prazo mais longo para ter resultados e também para fazer a retirada do dinheiro. 

Por exemplo, um imóvel é considerado um ativo de baixa liquidez. Isso porque leva tempo para realizar a venda ou, para vender mais rápido, o proprietário reduz muito o preço. Os fundos imobiliários são ótimas opções de alta liquidez, substituindo os imóveis de baixa liquidez.

No caso de investimentos, a baixa liquidez representa uma maior dificuldade para resgatar o ativo e uma perda significativa da rentabilidade pode ocorrer. 

Pessoas que não podem atrelar a quantia do investimento ao longo prazo, devem fugir desses métodos. Mas é importante destacar que a baixa liquidez pode gerar bons frutos com o passar do tempo, acima do que é esperado. 

Liquidez média

Mas se você quer algo intermediário, existe o tipo de liquidez de média velocidade. Nesse formato, o retorno não é tão rápido, mas nem tão devagar. 

É válido ressaltar que a velocidade não interfere em bons ou maus resultados. Pode ocorrer do seu dinheiro render ou não render, ou vice-versa. Tudo depende da estratégia que você usa para investir. 

LEIA MAIS | Tesouro Direto: entenda esse investimento de renda fixa 

Qual é a relação da liquidez com os investimentos? 

Como indicamos, a liquidez é um conceito utilizado em empresas, mas também muito presente no segmento de investimentos.

Por isso, para se tornar um investidor de sucesso é fundamental levar em conta essas informações antes de realizar uma aplicação.

Isso porque será esse nível que irá determinar a velocidade com que você poderá resgatar seus rendimentos sem perder dinheiro. Ou seja, ela impacta diretamente na rentabilidade e na agilidade de administração das suas aplicações.

Ter investimentos com alta liquidez significa poder resgatá-los mais facilmente, quando necessário, e assim por diante com todos os tipos de liquidez.

Assim, é fundamental se atentar para o prazo de resgate dos seus ativos e compor uma carteira diversificada que possua produtos que não comprometam toda a liquidez da carteira.

Liquidez e rentabilidade

Além disso, a relação entre liquidez e rentabilidade é inversamente proporcional. Isso significa que não é possível encontrar um investimento que possua um fácil resgate e alta rentabilidade.

Por exemplo, a poupança é um ativo de alta liquidez, porém com taxas de rendimento relativamente baixas.

Enquanto isso, aplicações de longo prazo proporcionam uma rentabilidade maior, porém sacrificando a capacidade de resgate no curto prazo.

Em alguns casos, é possível investir em ativos com alta liquidez e rendimentos consideráveis, como o mercado de ações. 

No entanto, eles apresentam um alto risco, de modo que os resultados não são sempre garantidos.

No caso do balanço de uma empresa, cada tipo de liquidez pode ser calculada por meio de uma fórmula específica:

  • Corrente = ativo circulante / passivo circulante;
  • Imediata = disponível / passivo circulante;
  • Geral = (ativo circulante + realizável a longo prazo) / (passivo circulante + passivo não circulante).

Enquanto isso, de maneira subjetiva, basta considerar a velocidade de resgate e os índices de perda do montante na operação.

Quanto mais ágil a recuperação e menores os prejuízos, maior a liquidez.

Melhores investimentos por liquidez 

Por fim, analisar os melhores investimentos por liquidez é importante para encontrar as aplicações que melhor combinam com seu perfil.

A princípio, alguns dos principais produtos que têm esse prazo baixo em são os títulos de renda fixa. Alguns apresentam liquidez diária, mas é comum que seu contrato seja de longo prazo, com rentabilidade considerável.

Enquanto isso, os investimentos de prazo médio incluem, por exemplo, fundos de investimento, como multimercados e ações. É possível ter um resgate em tempo mediano, dependendo do mercado e outros fatores.

Ainda, alguns dos principais produtos com alta liquidez incluem:

  • Certificados de Depósito Bancário (CDB);
  • Ações;
  • Títulos públicos.

Pois são acessíveis, com boas taxas de rendimentos e indicados para vários tipos de perfis de investidor.

Qual a relação entre perfil do investidor e liquidez?

liquidez

Os investidores no mercado financeiro possuem diferentes perfis. Existem aqueles mais conservadores, que buscam métodos menos arriscados, como aqueles arrojados, que estão à procura de se arriscar e ganhar muito dinheiro.

Existe, sim, uma relação entre este perfil e os tipos de prazo para transformar os seus ativos em dinheiro na sua conta corrente. 

Basicamente, os investidores mais arrojados são aqueles que se arriscam mais para gerar mais lucros. Sobre a liquidez, optam por uma mais baixa. 

Ou seja, os arrojados investem a longo prazo, sem esperar que o dinheiro retorne imediatamente para a sua carteira. Essa decisão pode gerar mais frutos, como também pode levar a um grande prejuízo.

Contudo, os conservadores preferem investir de outra maneira. Eles se encaixam no perfil de liquidez mais alta, em que o tempo para retirada do dinheiro da carteira de investimentos é mais rápido.

O retorno pode ser menor, porém as chances de ocorrer algum problema também são menores. Dessa forma, esse perfil de investidor prefere fazer um trabalho de “formiguinha” para conquistar um retorno interessante.  

Quando devo me preocupar com esse fator de tempo? 

Existem diversos motivos pelos quais você pode fazer investimentos. No entanto, os seus objetivos influenciam diretamente nessa questão.

Por exemplo, se você planeja ter uma reserva de emergência é importante se preocupar com a liquidez e garantir ativos facilmente resgatados.

Por outro lado, se você está montando uma aposentadoria, não precisa se preocupar com prazo em primeiro plano, pois não existem pretensões de resgatar o valor rapidamente.

De modo geral, é essencial analisar a taxa de cada investimento de acordo com as suas necessidades e prazos.

Dessa forma, esse prazo para transformar o ativo em dinheiro na sua conta não se tornará um problema para as suas aplicações, e permitirá que você atinja seus objetivos financeiros.

Assessoria especializada: conheça a Atrio Investimentos

Os termos técnicos, como muitas outras informações relacionadas aos tipos de liquidez, confundem quem está iniciando neste mercado.

Se você quer começar a investir ou já está nesse ramo, aproveite para conhecer a assessoria especializada da Atrio Investimentos! 

Com profissionais com mais de 30 anos de experiência no mercado financeiro, atendemos atualmente cerca de 3 mil clientes por todo o Brasil.

Para saber mais, clique aqui e conheça a nossa assessoria especializada!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

quer saber mais sobre investimentos?