Taxa Selic: saiba o que é, para que serve e como começar a investir

Início » Economia » Taxa Selic: saiba o que é, para que serve e como começar a investir

A taxa Selic, também conhecida como taxa básica de juros, é fundamental para a economia brasileira, instituições financeiras e investimentos. 

 

A cada 45 dias, a Selic é atualizada pelo Copom, que define se a taxa sofrerá alterações no próximo período. Assim, ela pode se manter estável, diminuir ou aumentar, conforme a determinação desse comitê ligado ao Banco Central (BACEN).

 

Em 2020, a baixa histórica da Selic foi definida pelo Copom, com taxa de 2,0%, a mínima já registrada até o momento. A decisão tomada pelo órgão teve como objetivo incentivar o consumo, baratear os custos de créditos oferecidos à população e incentivar a produção. 

 

Para se tornar investidor, é essencial conhecer o que é a taxa Selic, a sua importância para a economia e também para os investimentos financeiros. Quer saber mais? Então, confira o que é a Selic, para que serve e como começar a investir! 

O que é a Taxa Selic?

O Sistema Especial de Liquidação e Custódia, mais conhecido como Selic, é utilizado como a taxa básica de juros, influenciando as demais taxas de juros do país. 

 

O Comitê de Política Econômica (Copom) do Banco Central (BACEN) é o órgão responsável por definir a meta da Selic, constituído pelos seus diretores e presidente. 

 

Além de definir a meta da Selic, o Copom também utiliza ferramentas, como a negociação de títulos públicos para que a taxa de juros fique mais próxima do que foi estipulado para o período.

 

A reunião do Copom possui calendário definido e acontece a cada um mês e meio, com duração de dois dias, além de definir a meta para a taxa básica de juros para os próximos dias 45 dias, o órgão também discute sobre:

 

  • Comportamento dos mercados;
  • Economia brasileira e internacional e suas perspectivas;
  • Analisam as condições de liquidez.

 

Antes da votação e definição da meta da Selic para os próximos 45 dias, o Copom analisa todos esses pontos do cenário econômico. No mesmo dia, o órgão divulga pela internet o resultado da votação. 

 

Outro procedimento necessário é a divulgação da ata da reunião, que ocorre 6 dias úteis após o encontro. Esse documento é importante para manter a comunicação entre o Banco Central (BACEN) e a população, principalmente com o mercado e seus agentes. 

 

Com uma comunicação transparente, a população tem mais confiança para tomar decisões, como solicitar empréstimos, por exemplo, pois sabe que a taxa de juros se manterá estável assim como a inflação. O mesmo é válido para os empresários que tomam decisões considerando as determinações do Copom.

 

Além desse comunicado, o Copom divulga diversos documentos para explicar e contextualizar suas decisões, baseadas na evolução e perspectivas para a economia do país. 

Para que serve a taxa Selic?

A Selic é a taxa de juros básica utilizada no Brasil, ou seja, é o índice utilizado pela política monetária para determinar e controlar as outras taxas de juros do país. Além dessa finalidade, a Selic também baliza a remuneração das instituições financeiras ao negociar títulos públicos.

 

Entretanto, mesmo com a definição da meta da taxa básica de juros feita pelo Copom, é necessário que outras medidas sejam tomadas para que ela seja alcançada. Com isso, o Banco Central (BACEN) negocia títulos públicos com as instituições financeiras.

 

Como aplicar na taxa Selic?

Investors are using laptops entering investment websites stocks market and partners are taking notes and analyzing performance data.

Os investimentos podem ser interessantes tanto com a Selic em alta, quanto em baixa, já que as movimentações da taxa básica de juros influenciam na remuneração.

 

Os títulos de crédito, por exemplo, conhecidos como CDB (Certificado de Depósito Bancário) são utilizados para financiar as operações das instituições financeiras. 

 

Para isso, elas oferecem esses títulos aos investidores em troca de uma remuneração, geralmente, com juros superiores ao da poupança, variando conforme o título e com influência da Selic. Posteriormente, as instituições financeiras emprestam esses valores a juros mais altos em créditos como empréstimos e financiamentos.

 

Contudo, há títulos que sofrem as alterações imediatas da taxa básica de juros, é o caso dos títulos do Tesouro Direto, como o Tesouro Selic, que altera sua remuneração assim que há alterações na Selic.

 

Assim, em períodos em que a Selic tem alta, os títulos públicos tendem a ser uma boa escolha para investimento.  

Quais os primeiros passos para começar os investimentos?

Para começar a investir em títulos públicos, é importante ter conhecimento sobre educação financeira, conhecer o seu perfil de investidor e procurar um especialista em investimentos. 

Como investir na taxa Selic?

O tesouro direto é um dos investimentos mais indicados para quem deseja atingir seus objetivos financeiros de curto a longo prazo e com aplicações seguras.

 

Para começar a investir nesses títulos não é necessário ter um grande aporte, já que é possível realizar aplicações a partir de R$30,00. A remuneração é paga ao investidor durante o período que o título fica aplicado. 

 

O investimento em títulos de renda fixa como o tesouro direto, que sofre influência imediata da taxa Selic, oferece muitos benefícios ao investidor, como:

 

  • Rentabilidade;
  • Liquidez;
  • Acessível;
  • Segurança;
  • Variedade;
  • Facilidade. 

 

Além do Tesouro Selic, outros títulos são emitidos pelo Tesouro Nacional e possuem boa rentabilidade a médio e longo prazo, como:

 

  • Tesouro IPCA+ com juros semestrais;
  • Tesouro Prefixado com juros semestrais;
  • Tesouro IPCA+;
  • Tesouro Prefixado.

 

Os títulos públicos do Tesouro Direto são recomendados para diversificação de investimentos, investidor iniciante ou com perfil mais conservador. Por terem boa liquidez, oferecem muita flexibilidade ao investidor, que pode resgatar os valores quando quiser. 

 

Além disso, oferecem muita praticidade, pois os títulos do Tesouro Direto são investimentos que podem ser realizados pela internet, através de uma corretora ou banco. 

 

No Tesouro Selic, por exemplo, investimentos de até R$10 mil são isentos de taxas.   

 

Com valor mínimo de R$30,00 já é possível começar a investir no Tesouro Direto, e o máximo é de um milhão por mês.

Quem devo procurar para começar a investir na taxa Selic?

Para começar a investir em títulos atrelados à taxa Selic, é essencial procurar um especialista em investimentos. 

 

Dessa forma, você terá as orientações necessárias para começar a investir com estratégias utilizadas no mercado financeiro e de acordo com o seu perfil de investidor.

 

Para iniciar seus investimentos em títulos ligados à Selic, além de contar com a orientação e estratégias de um especialista, é necessário abrir uma conta em uma corretora de valores. 

 

Abra sua conta e comece a investir com segurança, rapidez e atendimento personalizado! 

Conclusão

Agora que você já conhece o que é a taxa Selic, sua importância e investimentos atrelados a ela. Não deixe de buscar orientações de um especialista para começar a investir nesses títulos e alavancar os resultados dos seus investimentos.

 

Quer saber como aplicar o seu dinheiro com a ajuda de profissionais do mercado? Então não deixe de falar com os especialistas da Atrio para não perder nenhuma oportunidade!

 

Gostou de saber mais sobre os investimentos na taxa Selic? Então, se quiser ficar por dentro de conteúdos e novidades sobre investimentos e mercado financeiro, acompanhe sempre o blog da Atrio!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp