1. HOME
  2. »
  3. Investimentos
  4. »
  5. Call Spread: entenda essa estratégia de Operação Estruturada

Call Spread: entenda essa estratégia de Operação Estruturada

call spread

A Call Spread é uma operação em que o investidor participa da alta de um ativo, sem necessariamente ter que comprá-lo. Também conhecida como “Trava de Alta”, a estrutura é composta por duas Calls (direito de compra) e é utilizada para momentos de especulação, em um cenário positivo para determinada ação.

Dessa forma, uma das grandes vantagens é beneficiar-se da alta do mercado com uma operação de baixo custo, que possibilita perda limitada ao valor investido, ganho alavancado, além de ser uma estrutura que não exige garantias do investidor.

Acompanhe este artigo e entenda como funciona o call spread e como estruturá-lo na sua carteira de investimentos.

Como funciona o Call Spread

Para entender melhor a operação, é importante deixar claro como funcionam as opções de call spread. Nesse mercado, o investidor negocia o direito de comprar (call) ou o direito de vender (put) determinada ação em uma data futura.

Depois, ao comprar esse direito, seja ele de compra ou venda, o comprador desembolsa um valor que chamamos de prêmio por aquela opção para o vendedor.

Desta forma, o vendedor passa a ser obrigado a disponibilizar a ação pelo preço acordado inicialmente de exercício das opções, direito que pertence ao comprador dessa opção de compra.

Exemplo na prática

call spread

Digamos que o investidor acredite em um cenário de alta para as ações XYZ. Hoje, essas ações são negociadas a R$20,00. Com isso, o comprador adquire um direito de compra (call) pagando R$1,00 por opção para comprar as ações dessa empresa por R$21,00, com vencimento em dois meses.

Com o direito adquirido, caso as ações da empresa XYZ superem os R$21,00, o comprador da opção irá exercer o seu direito e poderá comprá-las pelo preço acordado inicialmente.

Por outro lado, caso o preço da ação esteja inferior ao de exercício (R$21,00), o comprador deixará de exercer o seu direito considerando que no mercado à vista o valor está mais baixo e mais atrativo.

Como estruturar a Operação Call Spread

Para montar a estrutura de call spread, compraremos uma call e venderemos uma outra call acima do preço e mais fora do dinheiro, ambas com o mesmo vencimento. A resultante dessa operação será sempre uma despesa.

Isso porque a despesa se dá pelo fato de comprarmos uma call mais próxima do dinheiro (mais cara) e vendermos uma mais afastada do preço de exercício, mais barata nominalmente.

Desta forma, sempre que fizermos uma Call Spread devemos estar cientes de um custo para montar a estrutura. Com a expectativa que o mercado suba, a operação irá se valorizar e conseguimos desmontar a operação por um preço mais alto, consequentemente auferindo um lucro.

Além disso, é importante ressaltar que a despesa inicial na montagem da estrutura é o risco máximo que o investidor corre na operação. O risco se limita ao direito de compra perder valor no vencimento caso os parâmetros estejam abaixo do preço de exercício da estrutura.

Exemplo da Operação Call Spread

call spread

Ativo: PETR4 (24,00)

Compra Call

Preço de exercício: 25,00

Quantidade: 1.000

Preço: 1,00

Vende Call

Preço de exercício: 28,00

Quantidade: 1.000

Preço: 0,40

Ambas com vencimento para 3 meses.

Como se beneficiar com o call spread?

Neste exemplo de call spread, temos a compra de uma call por R$1,00 e a venda da call acima do preço por R$0,40. Sendo assim, nosso desembolso inicial será de R$0,60 por opção, totalizando R$600,00 (quantidade de 1.000 opções) 

Em um cenário favorável, nos beneficiaremos com a alta de PETR4 a partir de 25,00 que é o nosso direito de compra, até o limite dos 28,00 em que vendemos a outra opção. Desta forma, a operação poderá trazer um retorno máximo de R$3,00 por opção (R$3.000).

Se considerarmos que foi desembolsado inicialmente 0,60 centavos (R$600,00). O lucro líquido da operação pode chegar a R$2,40 (R$2.400) ou 4 vezes o capital investido.

E os cuidados?

Por outro lado, caso as ações da Petrobrás (PETR4) não apresentem um cenário de alta até o vencimento (3 meses neste exemplo), as opções perdem valor e o investidor limita seu prejuízo ao capital desembolsado inicialmente na operação, que foi de 0,60 centavos por opção.

Um ponto muito importante é que por se tratar de uma operação com derivativos, a Call Spread é uma estrutura destinada a investidores com perfil agressivo.

No vídeo abaixo temos um exemplo de como funciona a operação.

 

O Call Spread é uma estratégia usada para a compra de ações em cenários incertos. A ideia central é o investidor ter lucros sem, necessariamente, comprar aquela ação. Porém, é preciso ter atenção para recorrer a esse recurso de maneira adequada e nos momentos ideias. 

Pois isso, além de ser indicada somente para perfil de investidor agressivo, é recomendado ter o suporte de uma assessoria de investimentos.

Ficou interessado em aplicar o call spread nas suas estratégias? Acesse o site da Atrio e converse com um de nossos assessores! 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

quer saber mais sobre investimentos?