1. HOME
  2. »
  3. Investimentos
  4. »
  5. Letra de Crédito Imobiliário (LCI): o que é e como fazer o investimento?

Letra de Crédito Imobiliário (LCI): o que é e como fazer o investimento?

Investir na renda fixa pode ajudá-lo a ter mais segurança, a diversificar o portfólio e alcançar diferentes objetivos financeiros. Entre as oportunidades disponíveis nessa classe, vale a pena saber o que é o investimento em LCI e como ele funciona.

Esse é um título de renda que apresenta vantagens ao investidor, mas que também tem pontos de atenção que devem ser observados. Por isso, é essencial entender o funcionamento dessa aplicação para tomar uma decisão mais informada.

Quer saber mais? Na sequência, veja o que é o investimento em LCI e descubra quais são as suas principais características.

Confira!

O que é LCI e como funciona?

Sigla para letra de crédito imobiliário, a LCI faz parte dos investimentos de renda fixa. Isso significa que ela funciona como um empréstimo, no qual os investidores disponibilizam dinheiro em troca do pagamento de um retorno por parte de um emissor.

Você também deve notar que a LCI é emitida por uma instituição financeira — como um banco — que deseja captar recursos para financiar determinados projetos. No caso específico da LCI, o dinheiro investido segue para produtos de crédito voltados para o setor imobiliário.

Quais são as principais características da LCI?

Depois de entender o conceito e o funcionamento geral da LCI, é preciso compreender quais são as características específicas desse investimento. Desse modo, você poderá avaliar se faz sentido incluir o título em sua carteira.

Na sequência, conheça melhor essa aplicação financeira e saiba quais são os principais aspectos sobre a LCI!

Rendimento

A lógica de rentabilidade da LCI é apresentada antes mesmo do aporte. Porém, vale saber que o título pode apresentar três tipos de rendimento. São eles:

  • prefixado: é definido por uma taxa fixa, geralmente um percentual anual;
  • pós-fixado: acompanha um indicador de mercado, como uma porcentagem do Certificado de Depósito Interbancário (CDI);
  • híbrido: é formado por uma taxa prefixada mais a variação de um índice, que tende a ser o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Segurança

Em relação à segurança, a LCI conta com cobertura pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Essa é uma entidade sem fins lucrativos, cujo objetivo é pagar os investidores caso o emissor não seja capaz de fazer o pagamento do montante no vencimento.

Entretanto, é preciso ter atenção às condições da cobertura. O limite de proteção por título é de R$ 250 mil, por CPF ou CNPJ e instituição financeira. Já o limite global é de R$ 1 milhão, renovável a cada 4 anos.

Liquidez

A próxima característica para conhecer sobre o investimento em LCI é a liquidez que a aplicação oferece. Esses títulos têm um prazo de carência — geralmente de 90 dias —, então não podem ser resgatados antes desse período.

Além disso, é comum que o título apresente liquidez apenas no vencimento. Nesse caso, para se desfazer do investimento, é preciso recorrer ao mercado secundário. Porém, vale destacar que essa decisão pode gerar perdas no montante, já que a venda é feita conforme o preço de mercado do título.

Tributação

Um dos diferenciais da LCI é a isenção fiscal. Portanto, pessoas físicas não precisam pagar Imposto de Renda (IR) sobre os rendimentos obtidos com essa aplicação. Outros títulos de renda fixa costumam ser tributados pela tabela regressiva de IR, com uma alíquota que varia conforme o tempo de aplicação.

Qual a diferença para a LCA?

Até aqui, você conferiu as principais regras sobre a letra de crédito imobiliário. Porém, é possível que surjam dúvidas sobre a diferença entre LCI e a letra de crédito do agronegócio (LCA). No caso, a LCA também é um título privado de renda fixa, emitido por instituições financeiras.

O que muda entre as alternativas é o mercado no qual o título está lastreado. Enquanto a LCI faz referência ao segmento imobiliário, a LCA está ligada ao setor do agronegócio. Portanto, os recursos captados seguem para linhas de crédito relacionadas a esse setor. As demais características, por sua vez, são equivalentes em ambas as aplicações.

Quais são as vantagens e desvantagens de investir na LCI?

Depois de conhecer o que significa a LCI e como ela funciona, é interessante saber os pontos positivos e negativos desse investimento. Começando pelas vantagens, vale a pena destacar a isenção de IR.

Como não há cobrança de Imposto de Renda sobre o rendimento da LCI para pessoa física, o resultado obtido pode com o aporte ser maior que o de títulos tributáveis que apresentam taxas semelhantes. Assim, essa é uma característica que pode ajudar a elevar a rentabilidade líquida da sua carteira.

Ademais, é possível encontrar títulos com diferentes condições de rendimento, prazos e liquidez. Portanto, você pode escolher o que for mais interessante para a sua estratégia. Ainda, há a proteção do FGC. Portanto, existe a chance de reduzir os riscos desse investimento.

Por outro lado, é preciso considerar as desvantagens da LCI. A principal é o risco de liquidez, já que esse tipo de investimento pode dificultar o resgate antecipado do dinheiro. Contudo, manter uma carteira diversificada pode ajudar a contornar essas questões por meio de diferentes aportes.

Por fim, é importante ter em mente que algumas LCIs podem exigir um aporte maior do que outros investimentos de renda fixa, o que pode ser um impeditivo para a aplicação dos seus recursos.

Assim, vale a pena avaliar as LCIs disponíveis na plataforma da corretora de valores e identificar se elas estão alinhadas ao que você procura no mercado.

Como investir em LCI?

Caso você tenha interesse em realizar o investimento em LCI, saiba que é importante seguir alguns passos. O primeiro deles é identificar o seu perfil de investidor, o qual revela o seu nível de tolerância ao risco.

Embora a LCI seja um investimento de renda fixa, o peso que a aplicação terá na sua carteira depende do seu comportamento diante do risco. Portanto, é preciso conhecer a informação para distribuir os recursos financeiros e equilibrar o portfólio.

O próximo passo envolve saber quais são os seus objetivos financeiros. Nesse aspecto, confira se as suas metas estão alinhadas à liquidez do investimento e ao prazo de vencimento. Desse modo, é possível determinar se faz sentido aplicar seu dinheiro em LCI.

Em seguida, é necessário abrir sua conta em uma corretora de valores. Assim, você pode acessar a plataforma de investimentos e escolher o título ideal para a sua estratégia. Por fim, basta fazer a transferência de recursos para a sua conta na corretora e efetuar a aplicação no título desejado.

Agora você sabe o que é o investimento em LCI e como ele pode agregar ao seu portfólio. Se quiser aproveitar as condições dessa aplicação, lembre-se de que contar com uma boa instituição financeira pode ajudar a encontrar o título certo para as suas necessidades.

Precisa de apoio para conhecer melhor esse investimento e outras oportunidades do mercado financeiro? Fale conosco da Atrio Invest através do formulário abaixo e tire suas dúvidas!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

quer saber mais sobre investimentos?