1. HOME
  2. »
  3. Investimentos
  4. »
  5. Mercado de Ações: o que é, como funciona e tendências para 2021

Mercado de Ações: o que é, como funciona e tendências para 2021

mercado de ações hoje

A ação representa uma parte do capital social de uma empresa, ao adquiri-la você se torna sócio daquele negócio, recebendo lucros e também correndo riscos. 

Em algum momento da sua vida, seja lendo um jornal ou assistindo ao noticiário, já deve ter ouvido falar sobre investimentos, ações e Bolsa de Valores. 

Pode até parecer algo complicado, mas a cada dia existem mais investidores trabalhando com o mercado de ações.

Já imaginou ter uma parcela de uma empresa sem necessariamente ser dono e trabalhar com a gestão? 

Ao comprar uma ação isso é possível, afinal, se tornando um sócio você terá contato direto com os lucros e riscos desse negócio. Entenda mais sobre o mercado de ações a seguir. 

Entenda o que é e como funciona o Mercado de Ações

Algumas empresas costumam colocar parte do seu capital a venda, com isso, elas atraem investidores que, a partir da compra, se tornam sócios do negócio. 

Sendo assim, ao adquirir essa parcela das ações de uma empresa, você passa a ter vários direitos e deveres como sócio. O que envolve lucros e prejuízos. 

Mas essa compra e venda não se feitas de qualquer jeito. É para isso que existe o Mercado de Ações. 

De forma bem simples, o Mercado de Ações é o local onde são negociados os patrimônios de empresas que estão à venda. 

Contudo, não é qualquer empresa que pode fazer parte das negociações, pois existem regras de organização que precisam ser seguidas. 

Portanto, a empresa precisa fazer uma formalização, seguindo os requisitos da B3 e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), e abrir capital da Bolsa de Valores. 

Dessa forma, é possível ter uma organização e garantir que apenas empresas bem estruturadas estejam participando dos processos. 

Assim, o Mercado de Ações funciona como uma ponte entre empresas que buscam por investidores e pessoas que querem investir. 

Como e por que investir em ações

mercado de ações o que é

Agora já entendendo melhor sobre o Mercado de Ações, é importante você saber que fazer investimentos pode ser mais fácil do que você imagina. 

O primeiro passo, que é muito recomendado, é abrir uma conta em corretoras de valores, pois elas são autorizadas a realizar intermediações no mercado. 

Sendo assim, fazendo um cadastro on-line, você já começa o processo com uma etapa segura e simplificada. 

Logo em seguida, já tendo transferido o dinheiro reservado para a sua conta na corretora, você pode ir para etapa de escolha das ações. 

Nesse momento é de suma importância fazer uma pesquisa cuidadosa, conferir históricos e conversar com pessoas da área. 

Com a corretora, você ainda possui a vantagem de ter a sua disposição uma equipe de suporte para te ajudar com análises e indicações de onde investir. 

Assim, pela plataforma da própria corretora você realiza o investimento na ação o que deseja. 

Negociar ações via Home Broker ou Mesa?

mercado de ações o que é

Como você já sabe, a corretora será a responsável por realizar os investimentos, mediando as suas ordens de compra e venda com a Bolsa de Valores. 

Porém, existem duas formas para que a ordem de compra e venda ocorra: pelo Home Broker ou pela Mesa de Operações. 

No Home Broker, a operação é feita de forma on-line, por meio do site da corretora ou app. Além de ser tudo bem rápido, você também tem a praticidade de acessar em qualquer local que tenha acesso à internet. 

Porém, se você ainda tem dúvidas sobre como operar e prefere não arriscar, a Mesa de operações é a opção certa. Nela, os operadores da corretora te darão todo o suporte para o processo operacional. 

Mas não só isso, esses profissionais lhe auxiliarão tirando dúvidas sobre determinada empresa ou esclarecendo o contexto econômico, para que o processo de decisão seja amparado por fundamentos. 

Assim, além de informações e avaliações, o operador também é responsável  por enviar a sua ordem de compra ou venda para a b3. 

Outro ponto que vale destacar é que, com o auxílio de uma mesa de operações, o investidor tem a oportunidade de acessar produtos que somente os grandes players do mercado acessam, como: operações estruturadas com derivativos, travas de volatilidade, proteções contra queda, entre outras opções.

O que é preciso para começar a investir em Ações?

Antes de fazer qualquer tipo de investimento é preciso ter em mente algumas coisas que vão te assegurar um processo mais tranquilo e seguro. 

Primeiramente, é ideal que você tenha um dinheiro específico para o investimento, ou seja, algo que não vai ser necessário em um curto período de tempo. 

Sendo assim, é importante separar o dinheiro do investimento, do dinheiro destinado para a sua reserva de emergência, já que nesse segundo caso, você pode precisar com urgência em casos de imprevistos. 

Outro conselho, é estudar e passar a conhecer o mercado e principalmente as áreas que você tem interesse. 

Tenha em mente que para minimizar os riscos dos seus investimentos, é prudente ter uma carteira diversificada e não aplicar todo o seu capital em uma única empresa. 

Em suma, reserve um dinheiro adequado para ser investido, pesquise sobre as ações e claro, tenha sempre seus objetivos claros para guiar seus investimentos. 

Tendências: 5 ações que podem crescer em 2021

Assim, com todas essas informações e já preparado para começar a investir no próximo ano, saiba agora sobre algumas ações que podem estar em alta em 2021. 

No geral, as empresas listadas a seguir fazem parte de ramos distintos, como tecnologia, energia elétrica, por exemplo. Confira mais sobre elas. 

1 – Taesa

A Taesa é uma empresa envolvida com construção e manutenção de energia elétrica. Sendo considerada uma das maiores empresa de transmissão de energia elétrica no país. 

Assim, ela é um dos maiores grupos privados na área e já está presente em 18 estados e o Distrito Federal. 

Sendo assim, as ações da Taesa são uma das que mais pode se valorizar  em 2021. 

2 – Engie

mercado de ações o que é

Outro empresa do ramo de energia que possui boas projeções é a Engie, conhecida como a maior geradora de energia privada do país. 

Além de ser focada na geração de energia, a Engie já começou a investir em transmissão. Junto a isso, temos seu histórico de pagamentos constantes de dividendos desde 2016. 

3- Isa Cteep

Fundada em São Paulo, em 1999, a Isa Cteep trabalha com a transmissão de energia, com telecomunicações e também com concessões de rodovias. 

Assim, com ampla atuação e mais de 40 filiais, a empresa está presente em mais de 17 estados brasileiros. A empresa distribui dividendos constantemente desde 2000. 

4 – Linx

Já na área de software de gestão, temos a Link que é conhecida por ser a maior software house da América Latina. 

A empresa começou a abrir capital para investimentos em 2013, e desde então paga dividendos periodicamente

A Link já possui mais de 15 filiais pelo país, e é a maior provedora de software para varejo no Brasil. 

5- Sinqia

mercado de ações o que é

Mudando de setor, temos a Singia, voltada para o ramo de softwares para o sistema financeiro. 

A empresa também possui ampla atuação, trabalhando com bancos, consórcios, fundos de investimento, consulting e entre outros. 

Além disso, ela conta com marcas interligadas à principal, como é o caso da Singia Consórcios e Singia Fundos. 

Como encontrar ações baratas?

Na hora da escolha de qual ação investir, não se esqueça de sempre pesquisar sobre a empresa, seu histórico e como andam as previsões financeiras para ela. 

Da mesma forma, você pode sempre contar com a ajuda da sua corretora, para que os profissionais preparados possam te orientar de acordo com os preços e riscos. 

Porém, uma alternativa que pode ser utilizada para identificar ações baratas é descobrir o seu preço por ação dividido pelo valor patrimonial por ação, ou P/VPA. 

Então, com esse indicador, é possível ter a noção de quanto os investidores estão pagando pelos ativos daquele negócio. 

Quais são os tipos de ações que existem e como escolher a ideal?

Outra informação importante que você deve saber previamente, é que existem tipos diferentes de ações. 

Assim, quando você for investir na Bolsa de Valores, provavelmente irá encontrar as chamadas ação ordinária e ação preferencial. 

Ordinárias (ON)

Os investidores que possuem ações ordinárias conseguem garantir uma participação mais efetiva na empresa. 

Eles, por exemplo, possuem direito de voto e podem colaborar para a eleição dos membros do conselho do negócio. 

Em contrapartida, esse cenário possui uma grande desvantagem: se a empresa falir, os investidores de ações ordinárias são os últimos a receber. 

Ou seja, os credores e os investidores que possuem ações preferenciais precisam ser pagos antes.

Preferenciais (PN)

Portanto, no caso de ações preferenciais, os investidores possuem prioridade no momento de recebimento dos dividendos. 

Assim, apesar de não possuírem direito de voto para as questões administrativas, os investidores de ações PN possuem  preferência de recebimento dos dividendos da empresa.

Ná prática, para o investidor pessoa física, o que muda é que uma ação é mais líquida do que a outra. Ou seja, na maioria das vezes as ações PN possuem um maior volume de investidores negociando, o que traz menos risco de liquidez.

O que avaliar antes de Investir na Bolsa de Valores

Se você já está preparado para começar a investir, fique de olho em alguns conselhos que podem ser úteis para você nesse momento. 

Conheça muito bem o seu perfil de investidor

Um fator primordial para conseguir investir com segurança, é conhecer o seu perfil de investidor. 

Dessa forma, você irá  investir em ações que se relacionam com seus objetivos e características, o que  diminui as chances de prejuízos e desperdício de dinheiro inesperados. 

Um dos perfis conhecidos é o investidor conservador, que preferem não correr muitos riscos e prioriza a segurança, do que uma rentabilidade maior e frágil. 

Já o perfil moderado, é considerado o meio-termo. Ele não exagera, mas consegue ir além e correr mais riscos em busca de uma rentabilidade maior. 

E o perfil agressivo é aquele que não teme correr grandes riscos pois tem visão de longo prazo, conhece o mercado e é bem assessorado por profissionais especializados. 

Elabore uma estratégia clara

Antes de começar qualquer projeto na vida, é normal traçarmos alguns caminhos para chegar em nossos objetivos. 

E com os investimentos, não poderia ser diferente. Portanto, é preciso ter uma meta clara e conhecer possíveis estratégias para alcançá-la.

Sabendo qual o seu objetivo final, você consegue ter clareza para determinar fatores básicos como o tempo de investimento, quais negócios e áreas atuar e, até mesmo, o quanto investir. 

Saiba tudo sobre a empresa que deseja investir

Como já mencionamos anteriormente, conhecer a empresa na qual você está investindo é um ponto extremamente necessário para garantir bons investimentos.

Afinal, estudando o cenário, o histórico da empresa, como ela atua e quais são as suposições do seu futuro desempenho, vão te ajudar a apostar no negócio certo. 

Porém, se você ainda não tem noção do mercado, a ideia que já explicamos acima é contar com a colaboração dos profissionais da sua corretora de valores. 

Além disso, mantenha-se bem informado e busque sempre estar antenado sobre tudo o que é divulgado sobre a empresa de interesse. 

É preciso entender e enfrentar a volatilidade do mercado

Mesmo em processos seguros, qualquer tipo de investimento é um risco que você estará correndo. 

Da mesma forma que você ganhar dinheiro, também podem ocorrer reviravoltas que o fará perder dinheiro. 

Por mais que existam suposições e previsões, nenhuma delas é totalmente correta e sem chances de erro. 

Por isso é que se recomenda investir um dinheiro que não será necessário em curtos períodos de tempo, pois você terá dificuldades em recuperá-lo em casos de crise no mercado. 

Portanto, busque formas de fazer um investimento seguro, mas tenha em mente que situações podem mudar e com certos cuidados você pode diminuir impactos negativos. 

Conclusão 

O Mercado de Ação é o local onde ocorrem as transações de compra e venda de um pedaço das  empresas. 

Assim, ao adquirir uma ação, você se torna sócio daquele negócio, tendo direitos e deveres,  recebe parte dos lucros e corre  riscos em momentos de crise. 

Para começar a investir, você pode criar uma conta em uma corretora de valor que fará o intermédio entre você e a Bolsa, além de garantir um apoio para te guiar nas decisões. 

Contudo, antes de começar a investir de fato, é preciso que você estude o mercado e as empresas em que possui interesse, ou, peça ajuda aos profissionais da mesa de operações da corretora. 

Da mesma forma, trace objetivos e descubra qual o seu perfil de investidor, para que você tenha consistência e tranquilidade na hora de tomar as decisões.

Se você já planeja começar a investir em 2021, empresas do ramo de tecnologia e energia elétrica são grandes apostas do mercado e podem se valorizar e rentabilizar seu portfólio de investimentos.

quer saber mais sobre investimentos?