1. HOME
  2. »
  3. Investimentos
  4. »
  5. O que é commodities e quais os principais tipos?

O que é commodities e quais os principais tipos?

Provavelmente você já ouviu falar sobre esse termo, mas ainda pode ter dúvidas sobre o que é commodities. 

Afinal, mesmo sendo um dos conceitos mais importantes da economia, muitas pessoas ainda possuem dificuldade para entendê-lo com clareza.

Principalmente por existirem tantos tipos diferentes, que se mostram fundamentais para a movimentação do mercado financeiro.

No entanto, uma vez que você dominar o assunto, poderá diversificar seu portfólio de investimentos. 

Por isso, se você está interessado em saber o que é commodities e quais os primeiros passos para investir nesse tipo de ativo , confira o conteúdo especial da Atrio Investimentos sobre esse tema. 

O que é commodities?

Basicamente, commodities são produtos que funcionam como matéria prima para a produção de outros bens.

Inclusive, o termo significa “mercadoria”, em tradução livre do inglês. 

Isso porque antigamente, esse conceito era utilizado para representar todo tipo de mercadoria. Entretanto, com o tempo, passou a corresponder a um padrão específico.

As commodities possuem algumas características específicas, como a produção em larga escala, de forma que possam ser armazenadas e exportadas.

Com um alto nível de comercialização, o preço desses produtos é ditado pela lei da oferta e da procura. 

É por esse motivo que as commodities de um país são tão importantes para a economia de um país. 

Isso faz com que o termo esteja constantemente nas colunas de economia, e podem confundir pessoas que ainda não estão acostumadas com esse conceito e suas variações.

Tipos de commodities

Entender o que é commodities também inclui conhecer suas diferentes categorias. 

Dessa forma, você poderá compreender como elas funcionam e, principalmente, porque são tão importantes.

Por isso, conheça os principais tipos de commodities a partir de agora:

Agrícolas

As commodities agrícolas estão relacionadas ao agronegócio, e é um dos segmentos mais populares na mídia.

Isso porque essas matérias-primas são essenciais para a produção de alimentos e diferentes produtos de primeira necessidade.

Inclusive, as commodities agrícolas estão entre as principais para o Brasil, já que somos líderes na exportação de diversos produtos dessa categoria.

Alguns exemplos de matérias-primas que compõem esse segmento são:

  • Café;
  • Laranja;
  • Soja;
  • Açúcar;
  • Algodão.

Ambientais

Commodities ambientais são recursos naturais que auxiliam na produção de diferentes mercados. As mais comuns são a madeira e a água.

Além disso, pode não parecer, mas a geração de energia também é uma commodity. 

Isso porque ela apresenta diversas características que classificam esses produtos, como armazenamento e exportação global.

Minerais

É comum associar as commodities minerais à produção de energia. 

Afinal, algumas de suas matérias-primas mais famosas são o petróleo e o gás natural, inclusive sendo bastante valorizados em todo o mundo.

No entanto, os bens dessa categoria também incluem minerais como ouro e prata, por exemplo. 

Financeiras

Pode parecer uma surpresa que esses bens sejam commodities financeiras, mas essa categoria é extremamente importante para o cenário econômico.

Em resumo, moedas e títulos públicos emitidos pelos governos federais são considerados mercadorias de base.

Por exemplo, o dólar e o euro, elementos que influenciam diretamente no andamento do mercado financeiro.

Além disso, outros tipos de emissões financeiras também podem ser commodities, como é o caso do Tesouro Direto, no Brasil.

o que é commodities

Quais são as commodities brasileiras?

Depois de entender o que é commodities e alguns exemplos de cada categoria, fica mais fácil compreender o funcionamento do mercado.

Afinal, cada país possui destaque na exportação de determinado produto, e a situação interna dessas regiões influencia diretamente na economia.

Por esse motivo, economistas e especialistas se preocupam em acompanhar as commodities de diversos países, e não seria diferente com o Brasil.

Como mencionamos, nosso país se destaca pelas produções agrícolas. Somos um dos principais exportadores de café, soja e laranja. 

Inclusive, as exportações do agronegócio chegaram a $8,91 bilhões de dólares em agosto de 2020. 

Segundo o portal G1, isso representa mais de 50% das negociações externas do Brasil.

Enquanto isso, também contamos com um grande comércio de commodities animais, especialmente o gado. 

Isso ocorre porque o território nacional brasileiro é extenso, com condições propícias para plantio e criações.

Além disso, também apresentamos uma influência considerável no mercado de ferro e petróleo.

Dessa forma, diferentes cenários políticos e sociais no Brasil podem causar impacto no exterior, através das exportações.

Como investir em commodities?

O mercado de negociação ativa das commodities faz com que elas sejam uma alternativa interessante para investimentos. 

Especialmente se você estiver buscando diversificar sua carteira de aplicações com diferentes receitas.

Por isso, para começar a investir nesses bens, o primeiro passo é procurar uma corretora de valores que possibilita a negociação desse tipo de produto.

Além de serem especializadas nesse tipo de transação, também contam com profissionais qualificados que podem te orientar durante seus investimentos.

Em seguida, é importante procurar conhecer mais sobre o Mercado Futuro, que negocia contratos futuros de commodities, realizados através da bolsa de valores. 

Como em qualquer investimento na Bolsa de Valores, é importante aprender mais sobre o ambiente em que se negocia, para entender o funcionamento do mercado e dos títulos.

Entenda na prática 

Considere que a próxima safra de café apresente o valor de R$ 50 por quilo em uma data determinada. Dessa forma, os investidores fecham contratos antecipados com os produtores a partir desse valor.

No entanto, as oscilações do mercado até o dia da venda podem valorizar, ou desvalorizar, o café.

Por exemplo, o quilo pode passar a custar R$100. Dessa forma, o produtor sai no lucro, pois poderá vender mais caro. No entanto, os investidores terão um prejuízo de R$50 por quilo.

Mas o contrário também pode acontecer, e o café desvalorizar, passando a custar R$25 por quilo. Assim, quem investiu obtêm lucro, pois o contrato foi fechado em um valor maior.

No mercado de commodities é importante ficar muito atento à liquidez dos contratos futuros. Alguns contratos possuem baixa liquidez.

Vantagens desse investimento

Para investir diretamente em commodities, o investidor apenas arca com a oscilação do preço do contrato adquirido. 

Por exemplo, ganhando os rendimentos a mais, ou pagando pelos prejuízos da desvalorização.

Além disso, não é necessário disponibilizar  dinheiro como garantia, caso o investidor tenha outros títulos ou ativos financeiros que possam ser utilizados como garantia

Outros tipos de investimentos em commodities

Além de você poder investir diretamente em commodities, através do mercado futuro, muitos investidores aplicam em empresas que têm por fonte de receita uma commodity específica.

Se através de análises diversas for possível compreender que existe uma tendência de alta nos preços do petróleo, ao invés de comprar diretamente no mercado futuro, o investidor pode comprar ações de empresas ligadas à commodity.

Um exemplo clássico deste modelo de negócios atualmente é a Petrobrás.

Isso porque, caso esse cenário de alta nos preços do petróleo se confirme, os preços das ações da estatal refletirão essa valorização, já que a fonte de receita da empresa é o Petróleo.

o que é commodities

Por que entender o que é commodities?

Como você pode perceber ao longo do conteúdo, saber o que é commodities e como elas influenciam o mercado exterior é fundamental para entender mais a economia.

Esses produtos de base são essenciais para manter a dinâmica do mercado financeiro, o que também os tornam uma alternativa interessante para investimentos.

Com o Mercado Futuro, as aplicações podem gerar bons rendimentos. 

Por isso, conhecer os tipos de commodities e sua influência é o primeiro passo para se tornar um investidor nesse segmento, além de se tornar experiente nos assuntos que influenciam o universo financeiro.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

quer saber mais sobre investimentos?